FCA anuncia investimento de R$ 14 bilhões na América Latina

O grupo vai apostar no segmento de etanol nos próximos anos

Presidente da FCA para a América Latina, Antônio Filosa
Presidente da FCA para a América Latina, Antônio Filosa (foto: FCA)
19:17, 25 JunSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) para a América Latina, Antônio Filosa, anunciou nesta segunda-feira (25) um investimento de R$ 14 bilhões para a região, previsto no plano industrial da empresa para os próximos cinco anos. O grupo vai apostar no lançamento de ao menos 25 produtos durante o período e investirá no desenvolvimento do etanol.

Segundo o executivo, o plano industrial para o Brasil foi montado com a premissa da aprovação da Rota 2030, regime automotivo que deve substituir o "Inovar-Auto", e o qual prevê benefícios, como incentivos fiscais, a fabricantes que alcançarem metas de eficiência energética e de investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

"Claramente, estou apaixonado pelo etanol", confessou o executivo, em uma coletiva de imprensa em São Paulo. "Ninguém no mundo entende mais de etanol que o Brasil", completou, argumentando que um desenvolvimento desse combustível geraria um efeito positivo em cadeia para vários setores econômicos do país.

Além do etanol, a FCA investirá em aperfeiçoamento tecnológico de suas fábricas atuais - o grupo não pretende abrir novas plantas no Brasil - e no desenvolvimento de novos produtos.

"Fábrica nova é o que menos precisamos, pois temos a melhor capacidade instalada. Vamos gastar para aumentar o nível tecnológico das fábricas e em inovação", disse.

Para os próximos cinco anos, a FCA pretende lançar 15 novos produtos da Fiat na América Latina, entre eles três SUVs. Para a Jeep, o grupo deve lançar 10 produtos, incluindo a primeira SUV superluxo fabricada no Brasil. Com isso, a empresa espera obter um crescimento anual de 5% no período.

Dos R$ 14 bilhões para a América Latina, R$ 9 bilhões devem ser destinados para a Fiat Latam, e R$ 6 bilhões, para a Jeep. O montante faz parte de um volume de 45 bilhões de euros que serão investidos pela FCA em todo o mundo em cinco anos.

Do volume total, 9 bilhões de euros serão destinados de maneira transversal a todo o grupo FCA para a eletrização - desenvolvimento de veículos elétricos.

"O Brasil representa 54% do mercado regional de unidades vendidas, sem contar o México, comentou Filosa. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA