Vivendi desvaloriza cota na TIM em meio bilhão de euros

Segundo grupo francês, há "riscos" para plano industrial

Vivendi desvaloriza cota na TIM em meio bilhão de euros
Vivendi desvaloriza cota na TIM em meio bilhão de euros (foto: ANSA)
16:05, 30 JulPARIS ZLR

(ANSA) - O grupo francês Vivendi, maior acionista da TIM (Telecom Italia), desvalorizou sua cota na empresa italiana em 512 milhões de euros, por causa da mudança de gestão na operadora.

A informação está no balanço semestral da empresa da família Bolloré, divulgado nesta segunda-feira (30). Em comunicado, a Vivendi afirma que, apesar da expectativa de melhora nas projeções de valorização da Telecom Italia", decidiu "desvalorizar sua participação na companhia".

Segundo os franceses, isso se deve a "riscos de execução" do plano industrial para o triênio 2018-2020, aprovado em 12 de março de 2018, "tendo em vista o reduzido poder da Vivendi nas decisões relativas às políticas financeiras e operacionais da Telecom Italia".

O plano foi aprovado quando o conselho de administração da TIM era dominado pelo grupo francês, situação que mudou em maio passado, após manobra arquitetada pela gestora de recursos norte-americana Elliott.

Insatisfeito com a gestão da Vivendi na TIM, o fundo de Paul Singer comprou ações da empresa italiana até alcançar 10% de participação e apresentou uma lista de candidatos que acabaria vitoriosa na votação para renovar o conselho de administração.

A manobra contou com o apoio da Cassa Depositi e Prestiti (CDP), empresa do governo italiano que tem pouco mais de 4% da operadora - a fatia da Vivendi é pouco inferior a 24%. Apesar da disputa, o CEO Amos Genish foi mantido no cargo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA