Itália é 'problema' para zona do euro, diz UE

Comissário mostrou preocupação com situação fiscal do país

O vice-primeiro-ministro da Itália, Luigi Di Maio, é crítico das políticas de austeridade da UE, assim como seu colega Matteo Salvini
O vice-primeiro-ministro da Itália, Luigi Di Maio, é crítico das políticas de austeridade da UE, assim como seu colega Matteo Salvini (foto: ANSA)
09:05, 13 SetPARIS ZLR

(ANSA) - O comissário europeu para Assuntos Econômicos, Pierre Moscovici, afirmou nesta quinta-feira (13) que a Itália é um "problema" na zona do euro.

Em coletiva de imprensa em Paris, o francês se mostrou preocupado com a próxima Lei Orçamentária italiana e com a situação fiscal do país, que tem a segunda maior dívida pública da área da moeda comum e cujo governo deseja aumentar o déficit para realizar investimentos.

"Existe um problema, que é a Itália, e é justamente na Itália em que quero me concentrar antes de tudo", declarou Moscovici. Recentemente, o ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, disse que gostaria de se aproximar do limite de 3% de déficit imposto pelo Pacto de Estabilidade da UE.

Segundo as previsões atuais, o índice deve fechar 2018 em 1,8% do PIB, resultado dentro dos padrões europeus, mas acima do que Bruxelas recomenda para a Itália conseguir iniciar um percurso de redução de sua dívida, hoje superior a 130% do Produto Interno Bruto - o máximo permitido pela União Europeia é 60%.

"A Itália deve ter um orçamento crível", cobrou Moscovici, acrescentando que aumentar os investimentos por meio da expansão do déficit é uma "mentira". "A Itália não pode viver com uma dívida de 130%", disse. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA