Italiana Luxottica conclui fusão com a Essilor

Operação cria o maior grupo do mundo no setor de óculos

Sede da fabricante de óculos Luxottica, em Milão
Sede da fabricante de óculos Luxottica, em Milão (foto: ANSA)
17:36, 01 OutMILÃO ZLR

(ANSA) - Foi concluída nesta segunda-feira (1º) a fusão entre a fabricante de óculos Luxottica, da Itália, e a produtora de lentes Essilor, da França, que cria o maior grupo do planeta no setor.

O conselho de administração da companhia francesa deu aval à entrada da holding Delfin, controladora do grupo italiano, em seu capital, e a empresa resultante da união passa a se chamar EssilorLuxottica.

A partir desta terça-feira (2), a companhia já será cotada na Bolsa de Paris com sua nova sigla: EL. A fusão, anunciada em 2017, cria um colosso de mais de 16 bilhões de euros em faturamento e 57 bilhões em valor de mercado, além de 140 mil funcionários em 150 países.

Ainda falta a autorização do órgão antitruste da Turquia, mas o parecer não é vinculante para a operação. A Delfin terá 38,3% da EssilorLuxottica, os funcionários-sócios, 4,9%, e os 56,8% restantes estarão no mercado.

Já o conselho de administração será dividido igualmente entre a parte italiana e a francesa, com Leonardo Del Vecchio, comandante da Delfin, como presidente, e Hubert Sagnieres, número um da Essilor, como vice, mas com os mesmos poderes.

A sede da EssilorLuxottica será em Paris, mas não está descartada a hipótese de também abrir capital em Milão. "Estamos no início de um novo capítulo de nossa história", afirmou Del Vecchio. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA