Vivendi pede convocação de assembleia de sócios da TIM

Grupo francês quer retomar controle do conselho de administração

Sede da operadora TIM, em Milão
Sede da operadora TIM, em Milão (foto: ANSA)
15:45, 11 DezMILÃO ZLR

(ANSA) - O grupo francês Vivendi enviará uma carta ao conselho de administração da TIM pedindo a convocação de uma assembleia de sócios para deliberar sobre a revogação do mandato de conselheiros indicados pela gestora norte-americana Elliott.

A Vivendi é a maior acionista da operadora de telefonia italiana, com cerca de 24% de participação, mas perdeu uma disputa com a Elliott, que tem aproximadamente 10%, pelo controle do conselho de administração, em maio passado.

"Decidimos escrever ao conselho antes do fim da semana para instá-lo a convocar uma assembleia o mais brevemente possível para nomear novos revisores, revogar cinco dos 10 membros do conselho ligados à lista da Elliott, em particular aqueles ligados a problemas de governança, e propor a indicação de cinco novos gestores", diz a nota do grupo francês.

A medida chega após a repentina demissão do CEO Amos Genish, anunciada em novembro passado, pouco depois de a TIM ter registrado um prejuízo acumulado de 800 milhões de euros nos nove primeiros meses de 2018.

O resultado se deve a uma manobra do conselho, tomada na ausência de Genish, para desvalorizar o aviamento (lucro potencial) da TIM em 2 bilhões de euros. A Vivendi tem direito de pedir a convocação de uma assembleia de sócios por ter mais de 5% das ações e acusa a Elliott de querer desmantelar a operadora.

O conselho de administração da empresa tem 15 membros, sendo 10 indicados pela Elliott e cinco pela Vivendi. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA