China e EUA retomam negociações sobre acordo comercial

Os dois países assinaram uma "trégua" até março de 2019

Cartaz em restaurante de Guangzhou ironiza dizendo que clientes dos EUA serão sobretaxados em 25%
Cartaz em restaurante de Guangzhou ironiza dizendo que clientes dos EUA serão sobretaxados em 25% (foto: ANSA)
18:13, 07 JanPEQUIM ZLR

(ANSA) - A China e os Estados Unidos iniciaram nesta segunda-feira (7), em Pequim, uma nova rodada de negociações para um acordo comercial que impeça outra escalada tarifária entre os dois países.

As conversas acontecem em meio a uma trégua de 90 dias na guerra comercial, assinada pelos presidentes Xi Jinping e Donald Trump no dia 1º de dezembro, no G20 de Buenos Aires.

A delegação americana é guiada pelo vice-representante do Tesouro, Jeffrey Gerrish, e também conta com membros dos departamentos de Agricultura e Turismo. As conversas seguem até esta terça-feira (8).

No último fim de semana, Trump falou em "grandes progressos" nas tratativas com a China, enquanto Xi citou a "colaboração" como única opção possível. Se não houver acordo no prazo de 90 dias, ambos os governos podem estabelecer sobretaxas alfandegárias de 25%.

Ao longo do ano passado, Trump já havia sobretaxado em 10% cerca de US$ 250 bilhões em produtos chineses, enquanto Pequim reagiu com a mesma tarifa, mas sobre US$ 110 bilhões em itens americanos. Essas taxações foram mantidas, apesar da trégua.

O país asiático possui um superávit comercial com os EUA avaliado em US$ 375 bilhões. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA