UE bloqueia fusão entre Alstom e Siemens

Grupos pretendiam unir suas operações ferroviárias

Margrethe Vestager explica veto à fusão entre Alstom e Siemens
Margrethe Vestager explica veto à fusão entre Alstom e Siemens (foto: EPA)
09:53, 06 FevBRUXELAS ZLR

(ANSA) - A Comissão Europeia bloqueou o projeto de fusão entre a francesa Alstom e a alemã Siemens, alegando que a operação prejudicaria os setores de sinalização ferroviária e de trens de alta velocidade.

A junção das atividades ferroviárias dos dois grupos havia sido anunciada em setembro de 2017 e era apoiada tanto por Paris quanto por Berlim. O objetivo era criar uma espécie de "Airbus dos trens", em referência ao consórcio europeu de aviação.

"Siemens e Alstom são diamantes da indústria ferroviária. Na falta de ações corretivas, essa fusão aumentaria os preços nos sistemas de sinalização que garantem a segurança dos passageiros e das gerações futuras de trens de altíssima velocidade", justificou a comissária europeia para Concorrência, Margrethe Vestager.

"A Comissão vetou a concentração porque as partes não estavam dispostas a remediar os problemas de concorrência que identificamos", acrescentou. Segundo o poder Executivo da União Europeia, a fusão limitaria as opções de clientes, operadores ferroviários e gestores de infraestruturas.

Os dois grupos argumentavam que a operação era necessária para enfrentar a concorrência chinesa no setor. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA