Trump rompe trégua e anuncia novas tarifas contra China

Cerca de US$ 200 bilhões em produtos terão sobretaxa de 25%

Donald Trump acusou a China de querer renegociar termos de acordo comercial
Donald Trump acusou a China de querer renegociar termos de acordo comercial (foto: ANSA)
14:57, 05 MaiNOVA YORK ZLR

(ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou neste domingo (5) que aumentará de 10% para 25% a taxa de importação sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses a partir da próxima sexta-feira (10).

A medida chega após mais uma rodada de negociações entre os dois países em Pequim para encerrar a guerra comercial iniciada por Trump em 2018. Desde o ano passado, a China paga uma sobretaxa alfandegária de 25% sobre US$ 50 bilhões em produtos de alta tecnologia e de 10% sobre US$ 200 bilhões em outros itens.

"Os 10% subirão para 25% na sexta-feira. US$ 325 bilhões em produtos adicionais enviados pela China permanecem sem taxas, mas em breve terão uma tarifa de 25%", disse o presidente no Twitter.

Segundo Trump, as negociações com o país asiático estão avançando "muito lentamente". "Eles estão tentando renegociar. Não!", acrescentou. Pequim já impõe uma sobretaxa recíproca de 10% contra US$ 110 bilhões em produtos americanos e pode anunciar uma nova retaliação.

Os dois países estavam em trégua na guerra comercial desde 1º de dezembro, mas não conseguiram chegar a um acordo para encerrar a disputa tarifária. O objetivo de Trump é diminuir o déficit comercial com a China, que fechou 2018 em US$ 419 bilhões. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA