Antes da Renault, FCA cogitou fusão com Ford

Informação foi revelada pela montadora americana

Bandeiras da FCA em sua sede em Turim, na Itália
Bandeiras da FCA em sua sede em Turim, na Itália (foto: ANSA)
18:34, 11 JunNOVA YORK ZLR

(ANSA) - Antes de propor uma fusão com a Renault, a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) conversou sobre uma possível união com a Ford.

A informação foi revelada pelo presidente do conselho de administração da montadora americana, Bill Ford, em entrevista ao semanal Automotive News.

Segundo o executivo, as conversas ocorreram ainda sob a gestão do então CEO da FCA, Sergio Marchionne, morto em julho de 2018. "Eu e Sergio tivemos diversos jantares falando sobre isso e avaliando se Ford e FCA caminhariam bem juntas", disse Ford.

Ele acrescentou, no entanto, que as tratativas não levaram a lugar algum. "O momento não era o ideal", afirmou. A Fiat Chrysler propôs uma fusão 50-50 com a Renault, mas as negociações esbarraram no governo da França, que tem 15% das ações da montadora.

O país pediu mais tempo para avaliar a oferta, que acabou sendo retirada pelo grupo ítalo-americano. O governo francês, contudo, não descarta reabrir as tratativas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA