'Fuga de cérebros' custa 14 bilhões de euros ao ano à Itália

Estimativa é do ministro da Economia do país, Giovanni Tria

Giovanni Tria, ministro da Economia e das Finanças, da Itália
Giovanni Tria, ministro da Economia e das Finanças, da Itália (foto: ANSA)
19:23, 16 JulROMA ZLR

(ANSA) - A "fuga de cérebros" custa cerca de 14 bilhões de euros por ano à Itália, o equivalente a 1% de seu Produto Interno Bruto (PIB), segundo estimativas divulgadas nesta terça-feira (16) pelo ministro da Economia Giovanni Tria.

Convivendo com taxas de desemprego elevadas há mais de uma década, o país enfrenta dificuldades para segurar jovens formados, que frequentemente buscam oportunidades fora das fronteiras italianas.

"Estamos desperdiçando talentos e recursos, basta pensar que a fuga de cérebros ao exterior faz a Itália perder cerca de 14 bilhões de euros ao ano", disse Tria durante um evento sobre economia digital em Roma.

A taxa de desemprego no país é de 9,9%, após mais de sete anos acima dos 10%, porém entre os jovens de 15 a 24 anos está em 30,5%. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en