Tensão comercial entre EUA e China atinge mercado

Dólar fechou em alta e chegou a R$ 3,95

Tensão comercial entre EUA e China atinge mercado (foto: EPA)
20:36, 05 AgoROMA ZCC

(ANSA) - Em meio a uma forte tensão comercial entre os Estados Unidos e a China, o dólar subiu 1,68%, atingindo R$3,9566, e os mercados norte-americanos e europeu reagiram negativamente, após a desvalorização do yuan a um patamar inédito desde 2008.
    O Wall Street registrou o pior dia de 2019, enquanto que o industrial Dow Jones recuou 2,90%, chegando a 25.717,74 pontos.
    Já o tecnológico Nasdaq caiu 3,47%, a 7.726,04 unidades, e o S&P500 registrou queda de 2,98%, a 2.844,74.
    Além disso, nesta segunda(5), a China deixou o yuan romper o nível de 7 por dólar pela primeira vez em mais de uma década, o que sinaliza que o país está disposto a tolerar mais fraqueza no câmbio.
    Na Europa, o FTSE 100 fechou em queda de 2,5%, enquanto os principais mercados da Alemanha e da França caíram cerca de 2%.
    Os principais exportadores, como a fabricante de equipamentos de construção Caterpillar e a fabricante de aviões Boeing, caíram 2,5%, enquanto a Apple ficou entre as maiores vítimas, com queda de 5,2%.
    Na América Latina, por sua vez, a Bovespa caiu 2,51%, a 100.098 pontos. Já a Bolsa do México teve queda de 1,2%, a 39.496,36, e a de Buenos Aires sofreu recuo de 1,17%, a 40.873 unidades. As mudanças no mercado ocorrem em meio à crescente tensão comercial entre os EUA e a China. Na sexta-feira passada, autoridades do país asiático disseram que vão reagir contra a decisão de Trump de impor tarifas de 10% sobre US$300 bilhões em produtos chineses. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA