China não jogará 'Game of Thrones' com EUA, diz ministro

Chanceler pediu para Trump abandonar "roteiro do confronto"

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi
O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi (foto: EPA)
08:17, 25 SetPEQUIM ZLR

(ANSA) - O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, afirmou nesta terça-feira (24) que seu país não pretende "jogar Game of Thrones no palco mundial" com os Estados Unidos.

A declaração foi dada em um evento à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova York, onde o chanceler discursará na próxima sexta (27). Segundo ele, o presidente Donald Trump deve trocar o "roteiro do confronto" pela cooperação.

Além disso, o ministro alertou que a China não aceitará "ameaças" na questão comercial nem interferências em assuntos internos, em clara referência à crise política em Hong Kong. Horas antes, Trump havia usado o plenário da ONU para dizer que não toleraria os "abusos comerciais" de Pequim e que não acetaria um "acordo ruim" na questão tarifária.

A Casa Branca tenta fazer a China reduzir suas barreiras a produtos americanos e deflagrou uma guerra comercial que desacelerou a economia no mundo inteiro. Os dois países devem voltar à mesa de negociações em outubro. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA