FCA e PSA negociam fusão, diz jornal

Grupo ítalo-americano já tentou união com a Renault

FCA segue em busca de novo parceiro comercial
FCA segue em busca de novo parceiro comercial (foto: EPA)
19:21, 29 OutTURIM ZLR

(ANSA) - Após as fracassadas negociações com a Renault, a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) estaria conversando com o grupo francês PSA, dono da Citroën e da Peugeot, para uma possível fusão.

A informação é do jornal americano The Wall Street Journal, que diz que a operação criaria um gigante automotivo de US$ 50 bilhões. Uma das hipóteses seria uma fusão total, com o CEO da PSA, Carlos Tavares, ocupando o mesmo cargo na companhia resultante, e o presidente da FCA, John Elkann, como mandatário do conselho de administração.

Juntos, os dois grupos venderam 8,7 milhões de automóveis em 2018, o que faria da empresa resultante de uma eventual fusão a quarta maior do mundo no setor, atrás da Volkswagen, da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi e da Toyota.

O conselho de administração da PSA fará uma reunião extraordinária nesta quarta-feira (30) para discutir uma possível união com a FCA, segundo a agência Bloomberg.

As negociações do grupo ítalo-americano com a Renault esbarraram na hesitação do governo da França, que tem 15% da montadora e queria primeiro garantir o consentimento da japonesa Nissan, que tem uma aliança automotiva com a empresa.

O governo francês também detém uma fatia de cerca de 12% do grupo PSA. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA