Bolsonaro desiste de ir ao Fórum de Davos

O governo deve ser representado no evento por Paulo Guedes

Jair Bolsonaro não irá a Davos em 2020
Jair Bolsonaro não irá a Davos em 2020 (foto: ANSA)
09:46, 09 JanSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente Jair Bolsonaro decidiu cancelar a ida ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, evento que ocorrerá entre os dias 21 e 24 deste mês. O cancelamento da viagem foi informado nesta quarta-feira (8) pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros.

A informação chega em meio ao aumento da tensão no Oriente Médio, depois do ataque dos Estados Unidos, no Iraque, que resultou na morte do militar mais importantes do Irã, o general Qassem Soleimani.

"O presidente e equipe de assessores analisam uma série de aspectos, econômicos, de segurança, políticos, e o somatório desses aspectos, quando levados à apreciação do presidente, lhe permitiu avaliar que não seria o caso, neste momento, de participar desse fórum", afirmou Rêgo Barros a jornalistas, no Palácio do Planalto.

"Não é exclusivamente por questões de segurança que o presidente declinou da ida a Davos", acrescentou o porta-voz. O governo deve ser representado no fórum pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Já a viagem para a Índia está mantida, segundo Rêgo Barros. Bolsonaro é convidado especial para as comemorações do Dia da República, celebrado em 26 de janeiro. O presidente deve chegar ao país no dia 24 ou 25 e retornar no dia 28, mas a programação oficial da viagem ainda está sendo elaborada. (ANSA) Fonte: Agência Brasil

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA