Itália restringe negociações na Bolsa para frear queda

País proibiu por 3 meses as vendas a descoberto

Medida serve para tentar conter a volatilidade dos mercados financeiros
Medida serve para tentar conter a volatilidade dos mercados financeiros (foto: ANSA)
18:54, 17 MarMILÃO ZRS

(ANSA) - A Comissão Nacional para as Sociedades e Bolsa (Consob), órgão de vigilância do mercado financeiro na Itália, proibirá a partir desta quarta-feira (18) vendas a descoberto pelos próximos três meses para frear maiores baixas causadas pela pandemia do novo coronavírus.

O Consob adotou as medidas para conter a volatilidade dos mercados financeiros e fortalecer a transparência dos investimentos em empresas italianas listadas na bolsa de valores.

"As medidas tornaram-se necessárias à luz das fortes turbulências desencadeadas nos últimos dias pela pandemia da Covid-19", informou o Consob em uma nota.

Na Itália, a proibição afeta o banco UniCredit e até a montadora Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

Outros países, como a França e a Espanha, também restrigiram as negociações nos mercados acionários.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA