Pandemia não interfere nos planos de fusão entre FCA e PSA

Comunicado manteve prazos para união dos dois grupos

Fusão da FCA e do Grupo PSA está mantida nos prazos previstos
Fusão da FCA e do Grupo PSA está mantida nos prazos previstos (foto: ANSA)
10:07, 05 MaiTURIM ZGT

(ANSA) - A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) informou nesta terça-feira (05) que a fusão com o grupo francês PSA está mantida nos prazos previstos e que a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) não está interferindo no planejamento.

"Apesar dessa situação inesperada e sem precedentes, FCA e o Grupo PSA mantém o compromisso de nossa fusão 50/50 que criará uma líder de mobilidade global. Juntos, nós continuamos avançando nos vários fluxos do trabalho de fusão e continuamos comprometidos em concluir a transação no fim deste ano ou início de 2021", informou a empresa em comunicado.

Em conferência com analistas, o CEO da FCA, Mike Manley, também confirmou a informação e ressaltou que "os termos do acordo com a PSA não mudaram".

Apesar da pandemia não ter afetado a fusão entre os dois grupos, a Covid-19 acabou impactando negativamente nas vendas do primeiro trimestre da FCA, onde houve um prejuízo líquido de 1,7 bilhão de euros - e um prejuízo líquido ajustado de 0,5 bilhão.

Porém, apesar do efeito significativo da disseminação da pandemia, o EBIT ajustado ainda é positivo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA