Advogado de Schumacher diz que ex-piloto não consegue andar

Família abriu ação contra revista alemã por informações falsas

Segundo advogado, Schumacher não consegue caminhar
Segundo advogado, Schumacher não consegue caminhar (foto: EPA)
15:17, 19 SetROMA ZGT

(ANSA) - O advogado da família do ex-piloto Michael Schumacher, Felix Damm, contou à Justiça alemã nesta segunda-feira (19) que o heptacampeão "infelizmente, não pode caminhar" nem com o auxílio de médicos e terapeutas.

 

A revelação foi feita os juízes por conta de um processo aberto pela família de Schumacher contra a revista alemã "Buntle", que publicou uma matéria em 22 de dezembro de 2015 afirmando que o ex-piloto de 47 anos conseguia dar alguns passos.

 

A revista divulgou, de acordo com uma fonte sigilosa, que ele havia caminhado e levantava um dos braços com a ajuda dos terapeutas. Ainda na época, a porta-voz oficial da família, Sabine Kehm, informava que o "relatório apresentado não era verdadeiro" e que "tamanha especulação é irresponsável [porque] dão falsas esperanças para muitas pessoas envolvidas".

 

A real situação da saúde de Schumacher é mantida sob grande sigilo, sem declarações oficiais há alguns meses. Desde que sofreu o acidente em uma pista de esqui, no fim de dezembro de 2013, pouco se sabe sobre o progresso do tratamento.

 

A última declaração sobre o estado de saúde do ex-piloto de F1 foi dada pelo ex-presidente da Ferrari Luca di Montezemolo, em fevereiro. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA