Hamilton chega em segundo e garante sexto título na F1

Britânico está muito perto de alcançar o recorde de Schumacher

Hamilton no pódio do GP do México, na semana passada
Hamilton no pódio do GP do México, na semana passada (foto: EPA)
19:10, 03 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Com um segundo lugar no Grande Prêmio dos EUA, em Austin, o britânico Lewis Hamilton conquistou neste domingo (3) seu sexto título na Fórmula 1, se aproximando de um recorde que até então parecia inalcançável: o heptacampeonato de Michael Schumacher.

O piloto da Mercedes largara em quinto lugar, mas ganhou as posições de Charles Leclerc e Sebastian Vettel, da Ferrari, logo na primeira volta. Depois, com uma estratégia de somente uma parada nos boxes, passou à frente de Max Verstappen (Red Bull) e Valtteri Bottas (Mercedes).

O finlandês, com pneus mais novos, ainda conseguiria recuperar a liderança no fim da prova, mas o segundo lugar era mais do que o suficiente para garantir o título a Hamilton. Verstappen, em terceiro, completou o pódio.

O resultado levou o britânico a 381 pontos na temporada. Mesmo faltando ainda duas corridas para o fim do campeonato, ele não pode mais ser alcançado por Bottas, que tem 314. Em 19 corridas, Hamilton venceu 10 e chegou no pódio em 16. Bottas, o único que poderia ultrapassá-lo, tem somente quatro triunfos.

"Foi uma corrida muito dura, Bottas fez um grande trabalho. Dei o máximo que eu podia e estou muito emocionado", celebrou o hexacampeão.

Trajetória

O britânico estreou na F1 como garoto prodígio da McLaren em 2007 e foi vice-campeão logo em sua primeira temporada, superando seu companheiro Fernando Alonso. Mas o primeiro título não demoraria a chegar.

No ano seguinte, Hamilton conquistou o campeonato graças a uma ultrapassagem na última volta sobre Timo Glock, que tirou o título das mãos de Felipe Massa. Após isso, o britânico teve algumas temporadas difíceis, até dar início à hegemonia da Mercedes, em 2014. Desde então, Hamilton já conquistou cinco títulos em seis anos.

A única exceção foi em 2016, quando o alemão Nico Rosberg conseguiu romper o domínio de seu então companheiro de equipe.

Aos 34 anos de idade, Hamilton deve ter ainda algumas temporadas para igualar - ou até superar - Schumacher e se tornar o maior vencedor da história da F1. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA