Presidente da Ferrari critica colisão entre Vettel e Leclerc

Pilotos da escuderia abandonaram GP do Brasil após batida

Presidente da Ferrari critica colisão entre Vettel e Leclerc (foto: ANSA)
14:12, 22 NovTURIM ZRS

(ANSA) - O presidente da Ferrari, John Elkann, criticou nesta quinta-feira (21) os pilotos Sebastian Vettel e Charles Leclerc pela colisão no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

Na 66ª volta, quando ocupavam a terceira e quarta posições, Leclerc ultrapassou Vettel no "S do Senna". Logo em seguida, o alemão tentou dar o troco no monegasco, mas os dois bateram pneu com pneu e abandonaram a prova.

"O que aconteceu no domingo nos mostra a importância da Ferrari. Não gostei do que vi. Os pilotos, por melhores que sejam, têm de perceber que são pilotos da Ferrari. O importante é o trabalho de equipe e que a Ferrari ganhe. Nesse aspecto, o Mattia Binotto sempre foi claro. Tem sido uma temporada positiva, mas, apesar de várias pole positions, não conseguimos trazer a vitória", declarou Elkann.

A prova de Interlagos, em São Paulo, foi vencida pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull Racing, tendo Pierre Gasly, da Toro Rosso, ficado em segundo, e Carlos Sainz, da McLaren, em terceiro.

Entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro será realizado o último GP da temporada de 2019, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA