GP da China de F1 é adiado sob temor por coronavírus

Corrida estava marcada inicialmente para o dia 19 de abril

GP da China de F1 é adiado sob temor por coronavírus (foto: EPA)
13:41, 12 FevROMA ZCC

(ANSA) - A Federação Internacional do Automóvel (FIA) anunciou nesta quarta-feira (12) que o Grande Prêmio da China de Fórmula 1, previsto para ser realizado no dia 19 de abril, foi adiado em decorrência do surto do novo coronavírus.

"Esperamos poder correr na China o mais rápido possível. Expressamos nossos melhores desejos à população local neste momento difícil", afirmou a nota da FIA, confirmando que até o momento nenhuma data alternativa foi definida.

A expectativa, no entanto, é que a disputa de Xangai aconteça mais próximo do fim da temporada. A mudança da data atende a um pedido das autoridades chinesas devido à contínua disseminação da epidemia, que já provocou a morte de 1.115 pessoas em todo o mundo, sendo 1.068 somente na província de Hubei, na China, epicentro da doença.

O anúncio ocorre após a Federação Chinesa de Automóveis e Motocicletas (CAMF), a Administração de Esportes de Xangai e a Juss Sports Group, promotora do Grand Prix, pedirem o adiamento da corrida. A FIA, junto com a F1, decidiu aceitar o pedido, segundo nota da FIA, publicada nas redes sociais da entidade.

"Esta decisão foi tomada para garantir a saúde e a segurança de todas as pessoas envolvidas no evento e dos fãs. A FIA, a F1, a CAMF, as autoridades locais, os promotores e as equipes continuarão a trabalhar para identificar outras datas potenciais para o Grande Prêmio durante o ano, caso a situação melhore", acrescenta o texto, ressaltando que "a situação global relacionada ao vírus continuará sendo monitorada pela FIA em relação a outros eventos esportivos".

O GP da China seria a quarta prova da temporada do mundial de F1 neste ano, que começará a ser disputada no próximo dia 15 de março em Melbourne, na Austrália. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en