Coronavírus faz Ferrari limitar acessos à fábrica na Itália

Sede da empresa fica na Emilia-Romagna, que já tem 97 casos

Coronavírus faz Ferrari limitar acessos à fábrica na Itália (foto: ANSA)
12:38, 27 FevSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - Preocupada com a epidemia de coronavírus na Itália, a Ferrari restringiu algumas viagens da equipe e limitou o acesso de pessoas na sua fábrica localizada na cidade de Maranello, na região da Emilia-Romagna.

Em um comunicado, a escuderia italiana também informou que os museus da Ferrari e da cidade de Modena fecharam as portas para o público. Além disso, afirmou que somente os funcionários que moram nas proximidades da fábrica possuem permissão para trabalhar.

"Conforme pedido das autoridades locais, os museus da Ferrari em Maranello e Modena foram fechados, e a companhia restringiu o acesso aos empregados que trabalham ou visitaram os locais afetados", informou a Ferrari.

Na Itália, o coronavírus já infectou mais de 520 pessoas e matou 14. Até o momento, a Emilia-Romagna possui 97 casos confirmados, atrás somente das regiões da Lombardia (305) e do Vêneto (98).

"Acho que a segurança de todos é a coisa mais importante, mais do que a competição e qualquer coisa.Não tenho certeza se é seguro competir em um país ou não, deixarei para a FIA e para as equipes encontrar uma solução. A segurança precisa ser a prioridade", afirmou o piloto da Ferrari, Charles Leclerc.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA