Funcionários da McLaren deixam quarentena na Austrália

Eles estavam isolados sob suspeita de ter contraído coronavírus

Os funcionários da McLaren voltaram para a Inglaterra
Os funcionários da McLaren voltaram para a Inglaterra (foto: Ansa)
13:20, 26 MarROMA ZRS

(ANSA) - Os 16 funcionários da McLaren que estavam em quarentena na Austrália por suspeita de ter contraído o novo coronavírus voltaram para a Inglaterra.

Os membros da equipe britânica ficaram confinados depois de um funcionário ter sido testado positivo para a doença. Isso resultou no adiamento do Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1.

Os funcionários passaram por novos testes, mas nenhum deles foi diagnosticado com a Covid-19. Com isso, eles foram liberados pelas autoridades locais e voltaram para suas respectivas residências.

"Temos o prazer de confirmar que, na noite de ontem [quarta-feira], todo o pessoal da equipe que se isolava em Melbourne, bem como a gerência que havia permanecido com eles, agora retornaram com segurança para casa", informou a equipe.

Em decorrência do novo coronavírus, os GPs da Austrália, Mônaco, Bahrein, Vietnã, China, Holanda, Espanha e Azerbaijão foram adiados. A Fórmula 1 está prevista para começar no dia 14 de junho, em Montreal, no Canadá. No entanto, as autoridades do país já estão pensando em adiar a prova.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA