Punição a Suárez foi 'excessiva', diz Chiellini

Jogador declarou que privá-lo da seleção é 'alienante'

Mordida de Suárez em Chiellini resultou em uma punição pesada para o uruguaio. (foto: ANSA)
20:26, 27 JunROMA ZGT

(ANSA) - O zagueiro italiano Giorgio Chiellini, que foi o protagonista da cena da mordida de Luis Suárez durante o jogo entre Itália e Uruguai na Copa do Mundo, considerou a punição da Fifa ao jogador uruguaio de "excessiva".

"Sempre considerei inequívocas as intervenções disciplinares dos órgãos competentes, mas ao mesmo tempo, acredito que a fórmula proposta foi excessiva. Espero sinceramente que lhe seja consentido, ao menos, poder ficar próximos aos seus companheiros de equipe durante as partidas porque tal proibição é muito alienante para um jogador", escreveu Chiellini em seu Facebook.

Ele aproveitou a postagem para dizer que "dentro de mim não há sentimentos de alegria, revanche ou raiva contra Suárez por um incidente que ocorreu no campo e terminou ali. Tenho só raiva e desapontamento pela partida perdida".

Chiellini também mandou uma mensagem para o jogador uruguaio. "No momento, meu único pensamento é para Luis e sua família porque agora eles enfrentarão um momento muito difícil", postou o jogador.

Suárez foi punido pela Fifa com a suspensão em nove partidas e a proibição de entrar em qualquer estádio e praticar qualquer atividade esportiva por quatro meses. Além disso, dois patrocinadores do atleta já anunciaram que romperam o contrato com o atleta. O Liverpool, clube de Suárez, ainda não se manifestou sobre a punição. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA