Escândalo derruba presidente da federação alemã

Wolfgang Niersbach é investigado por suposta compra de votos

Wolfgang Niersbach disse que chegou o momento de
Wolfgang Niersbach disse que chegou o momento de "assumir a responsabilidade" (foto: EPA)
19:28, 09 NovBERLIM ZLR

(ANSA) - O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Wolfgang Niersbach, renunciou ao cargo nesta segunda-feira (9), em meio a acusações de compra de votos para que o país europeu recebesse a Copa do Mundo de 2006.

 

Pouco antes, a entidade, sediada em Frankfurt, havia sido alvo de uma operação policial em busca de provas. "Reconheço que chegou o momento de assumir a responsabilidade política", declarou o cartola de 64 anos.

 

O ponto central da investigação é uma quantia de 6,7 milhões de euros repassada pela DFB à Fifa como suposto pagamento por eventos pré-Mundial - que nunca aconteceram. Suspeita-se que o dinheiro tenha sido usado para comprar os votos de delegados da Federação Internacional de Futebol.

 

A Alemanha conquistou o direito de sediar a Copa de 2006 com uma diferença de apenas um voto sobre a África do Sul, casa do Mundial de 2010. Niersbach estava no cargo desde 2012, mas antes havia sido secretário-geral da DFB. Seu antecessor no posto, Theo Zwanziger, também está sendo investigado. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en