Milan pretende entrar na Bolsa de Valores em 2020

Li Yonghong confirmou possibilidade em reunião com acionistas

Milan pretende entrar na Bolsa de Valores em 2020
Milan pretende entrar na Bolsa de Valores em 2020 (foto: ANSA)
14:25, 14 NovMILÃO ZGT

(ANSA) - O presidente do Milan, Li Yonghong, afirmou aos acionistas do clube que a equipe deverá entrar no mercado de ações a partir de 2020. A informação, dada nesta segunda-feira (13), não informa em qual Bolsa de Valores será feita a abertura de capital, mas ela deve ser na Ásia.

De acordo o dirigente do Milan, Marco Fassone, o clube pretende de início equilibrar seu orçamento, para depois pensar na ideia de entrar na Bolsa. O cartola ainda confirmou a possibilidade refinanciar a dívida contratual com a Elliot e a BGB Weston.

Mesmo que a Adidas não seja mais a patrocinadora do Milan a partir da próxima temporada, Fassone comentou que as contas do Milan melhoraram e que será possível fazer um balanço até 2021.

O Milan foi comprado em abril deste ano pelo investidor chinês Li Yonghong, dono da empresa Rossoneri Sport Investiment Lux. A operação de compra do clube de Milão foi de 740 milhões de euros.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA