Após insultar Trump, Maradona tem visto negado pelos EUA

Ex-craque argentino criticou o presidente na TV venezuelana

Maradona assiste a partida de futebol na Holanda
Maradona assiste a partida de futebol na Holanda (foto: ANSA)
20:44, 01 FevROMA ZLR

(ANSA) - Os Estados Unidos negaram um visto ao ex-jogador argentino Diego Armando Maradona, que iria ao país para acompanhar o processo contra sua ex-esposa Claudia Villafane.

O anúncio foi feito pelo advogado do "Pibe de Oro", Marias Morla, que creditou a recusa às críticas feitas pelo ex-craque ao presidente norte-americano, Donald Trump.

Em entrevista recente à emissora venezuelana "Telesur", Maradona havia chamado o magnata republicano de "chirolita", um insulto comum na Argentina e que, em português, seria algo como "fantoche", ou seja, alguém que age sob as ordens de outros.

O ex-jogador foi casado com Villafane durante 13 anos e acusa a ex-esposa de ter roubado seu patrimônio. Segundo Maradona, Villafane comprou imóveis nos EUA usando o nome de solteira, mesmo ainda estando em matrimônio. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA