Clubes da Série B da Itália ameaçam paralisar campeonato

Motivo é autorização para times da elite terem "equipes B"

Torcida do Parma, um dos clubes que hoje disputam a Série B da Itália
Torcida do Parma, um dos clubes que hoje disputam a Série B da Itália (foto: ANSA)
15:25, 11 MaiROMA ZLR

(ANSA) - Os times da Série B da Itália ameaçaram bloquear a realização do próximo campeonato por conta da decisão da Federação Italiana de Futebol (Figc) de autorizar clubes da elite a terem "equipes B" nas divisões inferiores, modelo semelhante ao adotado na Espanha, por exemplo.

A medida criada pela Figc permite que agremiações da Série A, como Juventus, Napoli, Roma, Lazio, Inter ou Milan, inscrevam times B na terceira divisão. De acordo com as novas regras, essas equipes só poderão ter quatro jogadores acima de 22 anos e terão possibilidade de subir para a segunda divisão, desde que a "matriz" continue na elite.

No entanto, a "Lega B" diz que não foi consultada sobre a decisão e, após uma reunião de seu comitê executivo nesta sexta-feira (11), se reserva o direito de adotar "clamorosas iniciativas de protesto", como o "bloqueio do próximo campeonato" ou dos playoffs da atual edição.

Segundo Mauro Balata, presidente da Lega B, a mudança promovida pela Figc é "danosa" para a natureza da segunda divisão de "valorização dos jovens, territorialidade dos clubes e competitividade". Além disso, pode causar "gravíssimos danos econômicos para as equipes e de interesse para os torcedores".

A entidade deve realizar em breve uma assembleia extraordinária para decidir quais ações tomar. A permissão para os "times B" já entrará em vigor na temporada 2018/19, desde que haja vagas na Lega Pro, a terceira divisão.

"O futebol italiano sentia a exigência dessa reforma, para se alinhar e tentar reduzir a diferença para outros países europeus", afirmou o vice-comissário da Figc, Alessandro Costacurta. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA