Torcedor agredido por romanistas fica paralisado

Confronto ocorreu antes da semifinal da Champions League

Sean Cox tem 53 anos.
Sean Cox tem 53 anos. (foto: ANSA)
14:24, 10 OutLONDRES ZFD

(ANSA) - A esposa do torcedor do Liverpool agredido por romanistas no dia 24 de abril, antes da semifinal da Liga dos Campeões da Europa entre os dois clubes, o irlandês Sean Cox, disse nesta terça-feira (9) que o marido está com o lado direito do corpo paralisado. Nesta quarta-feira (10) começa o julgamento de Filippo Lombardi, um dos acusados de participar da agressão.

"Na quarta-feira, irei ao julgamento. Quero vê-lo frente a frente. Irei com meu filho. Sean faria o mesmo pro mim", disse a esposa do torcedor, Martina Cox, ao jornal irlandês "The Independent".

"Sabemos que o meu marido nunca mais será a mesma pessoa, mas continuaremos a lutar. Nós faremos tudo o que pudermos. Este foi um acontecimento catastrófico que mudou as nossa vidas. Sean vê imagens duplicadas, até triplicadas, não consegue falar, mas entende tudo. Ele tem o lado direito do corpo paralisado" relatou Cox.

Outro acusado, Daniele Sciusco, já foi condenado à prisão por dois anos e meio pela justiça britânica por ter participado dos confrontos. Segundo a página na internet da rede de televisão do Reino Unido "BBC", um terceiro torcedor da Roma ainda não identificado já foi preso pela polícia de Liverpool e será julgado pelas agressões.

Após permanecer internado por cinco semanas no Walton Centre, em Liverpool, Cox foi transferido para o Centro Nacional de Reabilitação, em Dun Laoghaire, cidade nos arredores da capital irlandesa, Dublin. Torcedores do clube de esportes gaélicos que Cox frequentava fizeram um campanha na internet que já conseguiu juntar 30 mil euros para ajudar nos custos com o cuidados do torcedor. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA