Chile entra em candidatura para sediar Mundial de 2030

País se uniu a Argentina, Paraguai e Uruguai

Chile entra em candidatura para sediar Mundial de 2030
Chile entra em candidatura para sediar Mundial de 2030 (foto: ANSA)
19:39, 15 FevROMA ZRS

(ANSA) - A Copa do Mundo de 2030, edição que marcará os 100 anos da competição, poderá ter quatro países como sede. Além da Argentina, Paraguai e Uruguai, o Chile anunciou nesta quinta-feira (14) que fará parte da candidatura conjunta.

"Há alguns meses propus aos presidentes de Argentina, Uruguai e Paraguai incorporar o Chile e, em conjunto, postularmos a organização do Mundial de 2030. Essa proposta foi aceita pelos três países e também pela Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP). Depois do Mundial de 62, o Chile terá uma nova oportunidade", informou o presidente do Chile, Sebastian Piñera.

Até o momento, a única candidatura anunciada para 2030 é a de Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai, país que recebeu a primeira edição do evento, em 1930.

Caso a Fifa aprove a candidatura das quatro nações da América do Sul, será a segunda vez que o Chile receberá a Copa do Mundo. O Mundial de 1962 foi vencido pelo Brasil, que derrotou a Tchecoslováquia por 3 a 1.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, sugeriu à Fifa uma candidatura conjunta com a Coreia do Norte, o Japão e a China para sediar o torneio.

Além dos países asiáticos, a Bulgária, a Grécia, a Sérvia e a Romênia também anunciaram a intenção de apresentar uma candidatura conjunta.

Reino Unido, Marrocos, Portugal e Espanha também estão estudando a possibilidade de receber o Mundial de 2030.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA