Prefeitura do Rio fecha CT do Flamengo

Local foi palco de incêndio com 10 mortos em 8 de fevereiro

Enterro de Samuel Thomas Rosa, uma das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu
Enterro de Samuel Thomas Rosa, uma das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu (foto: EPA)
10:59, 27 FevSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Prefeitura do Rio de Janeiro interditou nesta quarta-feira (27) o centro de treinamento do Flamengo, o "Ninho do Urubu", quase 20 dias depois do incêndio que matou 10 atletas da base em um alojamento improvisado.

O fechamento do CT havia sido pedido em outubro de 2017, em função da falta de alvará de funcionamento, mas o local seguiu em operação. Após a tragédia de 8 de fevereiro, a Justiça impediu a permanência de crianças e adolescentes no Ninho do Urubu, porém o Flamengo manteve o time principal treinando no CT.

Até esta quarta-feira, a Prefeitura não havia tomado nenhuma atitude para fechar o "Ninho", alegando que não tinha "poder de polícia". Desta vez, fiscais foram ao CT acompanhados de agentes da Guarda Municipal para garantir o cumprimento da ordem. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA