Messi é eleito melhor jogador mundo pela 6ª vez na carreira

Craque do Barcelona superou CR7 e igualou a brasileira Marta

Messi e Rapinoe posam com prêmio de melhor do mundo (foto: ANSA)
19:11, 23 SetSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - Em uma cerimônia realizada no Teatro alla Scala, em Milão, o craque argentino Lionel Messi superou nesta segunda-feira (23) o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, e o holandês Virgil Van Dijk, do Liverpool, e venceu pela sexta vez na carreira o troféu da Fifa de melhor jogador do mundo.

Na temporada passada, Messi fez 54 gols em 56 jogos e deu 19 passes para gols pelo Barcelona e a seleção da Argentina. Somente no Campeonato Espanhol, o camisa 10 balançou as redes 36 vezes e foi o artilheiro da competição pela sexta vez na carreira.

O astro argentino, que ficou de fora dos três finalistas na edição passada da premiação, foi eleito pela sexta vez na carreira o melhor jogador do mundo e ultrapassou Cristiano Ronaldo, que possui cinco.

O camisa 10 do Barcelona recebeu o prêmio do presidente da Fifa, Gianni Infantino, que antes de entregar o troféu, criticou o mais recente episódio de racismo no futebol italiano.

"Isso não é aceitável. Temos que dizer não a isso, não apenas no futebol mas na sociedade. Temos que chutar o racismo para fora do futebol e da sociedade, na Itália e no mundo", declarou Infantino.

Van Dijk, que ganhou o prêmio de melhor jogador do ano para a Uefa, era o atleta que mais ameaçava a vitória de Messi. O holandês realizou uma grande temporada pelo Liverpool e tentava ser o segundo zagueiro a vencer a premiação. O primeiro foi o italiano Fabio Cannavaro em 2006.

Além disso, Van Dijk foi campeão da última edição da Liga dos Campeões com os Reds e escolhido o melhor atleta do Campeonato Inglês. O zagueiro também conseguiu ficar 65 jogos sem ser driblado.

Cristiano Ronaldo, por sua vez, não compareceu ao evento e era considerado o azarão. O atleta da Velha Senhora anotou 28 gols em 43 partidas e ganhou o Campeonato Italiano e a Supercopa da Itália.

Outras premiações

Já no futebol feminino, a norte-americana Megan Rapinoe superou a compatriota Alex Morgan e a britânica Lucy Bronze e conquistou o prêmio de melhor jogadora do mundo.

O Prêmio Puskás, que elege o gol mais bonito da temporada, foi para o húngaro Daniel Zsori. O alemão Jurgen Klopp, por sua vez, foi escolhido o melhor técnico e a norte-americana Jill Ellis a melhor treinadora do mundo.

A brasileira Silvia Grecco, que narra os jogos para seu filho deficiente visual e autista, venceu o Fifa Fan Award, que é destinado a momentos marcantes protagonizados por torcedores.

Alisson, do Liverpool, foi outro brasileiro premiado na cerimônia. O atleta de 26 anos foi eleito pela Fifa como o melhor goleiro do mundo. O titular da seleção derrotou o compatriota Ederson, do Manchester City, e o alemão Ter Stegen, do Barcelona. Já a holandesa Sari van Veenendaal venceu como melhor goleira.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA