Inspirados na Juve, clubes italianos apostam em novos estádios

Além de Milan e Inter, outros times buscam ter uma nova casa

Inspirados na Juve, clubes italianos apostam em novos estádios (foto: Divulgação)
14:49, 26 NovSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - O Milan e a Inter de Milão não estão sozinhos na Itália no sonho de poder jogar em uma casa nova. Diversos clubes do país, como Bologna, Cagliari, Fiorentina e Roma, estão trabalhando para levantar um novo estádio ou modernizar o atual.

O San Siro, um dos estádios mais emblemáticos do futebol italiano, poderá ficar de lado. Milan e Internazionale pretendem demolir o local para construir uma nova arena, pois acreditam que a reforma do Giuseppe Meazza traria muitos problemas, e acima de tudo, seria muito cara.

A Atalanta, por exemplo, comprou recentemente o Estádio Atleti Azzurri d'Italia e o clube está revitalizando as estruturas do local. O objetivo é aumentar a capacidade da arena de 22 mil para 24 mil pessoas. O novo setor da Curva Nord foi inaugurado no duelo contra o Lecce e o projeto está previsto para terminar em 2021.

A Roma quer construir seu novo estádio na zona de Tor Di Valle. No início do próximo ano, é previsto que seja aprovado a convenção urbanística da arena.

O Bologna, por sua vez, apresentou neste ano um projeto de revitalização do Estádio Renato Dall'Ara. A capacidade do local aumentaria de 27 para 29 mil pessoas. As tribunas deverão ser inteiramente cobertas e as arquibancadas ficariam mais próximas ao campo. Os trabalhos estão previstos para começar em 2021 e deverá ficar pronto em 15 meses.

O Cagliari aposta na construção de uma arena para substituir o atual Sant'Elia. O novo estádio seria cercado por uma área de comércio, bares e restaurantes.

O novo presidente da Fiorentina, Rocco Comisso, colocou como um dos objetivos de sua gestão a construção de um novo estádio para a Viola. Os primeiros passos do projeto deverão começar a partir de 2023. Até o momento, não foi decidido a área que receberá a futura casa do time toscano.

O Mario Rigamonti, do Brescia, inaugurou suas novas estruturas na derrota contra o Bologna, pelo Campeonato Italiano. A capacidade do local foi ampliada e o setor da Curva Sud ficou mais próxima do gramado. O time lombardo obteve a concessão do estádio até agosto de 2028.

O Empoli, que disputa a Série B, visa revitalizar o Estádio Carlo Castellani. O projeto ainda não foi para frente por questões financeiras dos patrocinadores, mas o objetivo era iniciar os trabalhos ainda neste ano.

O Venezia, outra equipe da Série B, é outro que aposta na construção de uma nova arena. O clube, por sua vez, quer levantar seu estádio nas proximidades do Aeroporto Marco Polo e é previsto que o local tenha capacidade para 25 mil pessoas.

Por fim, o Pisa pretende restruturar a Arena Garibaldi. O objetivo é que o estádio tenha capacidade para 18 mil pessoas, com todos os setores cobertos. O projeto também prevê a construção de um centro comercial nos arredores do local.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA