China boicota jogo do Arsenal após apoio de Özil a uigures

País asiático é acusado de perseguir minoria muçulmana

Muçulmano, Özil criticou opressão contra uigures na China
Muçulmano, Özil criticou opressão contra uigures na China (foto: EPA)
14:17, 15 DezROMA ZLR

(ANSA) - A emissora estatal chinesa CCTV cancelou a transmissão da partida deste domingo (15) entre Arsenal e Manchester City, válida pela Premier League, após o meia dos Gunners Mesut Özil ter criticado a opressão contra a minoria muçulmana uigure no país asiático.

O jogador alemão de origem turca postou em seu perfil no Twitter, em 13 de dezembro, uma mensagem que chama os uigures de "guerreiros que resistem à perseguição" e critica tanto a China quanto os países muçulmanos por seu silêncio sobre a repressão.

O Arsenal tomou distância das declarações de Özil e se disse "apolítico", mas não foi suficiente para evitar o boicote em um dos principais mercados internacionais para o clube.

A China é acusada de internar centenas de milhares de muçulmanos em "campos de reeducação" em Xinjiang, no noroeste do país, mas nega a existência de uma perseguição étnica contra os uigures.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA