Após atingir 2,56m, CR7 se compara a Michael Jordan

Tento de cabeça deu a vitória da Juve sobre a Sampdoria

Após atingir 2,56m, CR7 se compara a Michael Jordan
Após atingir 2,56m, CR7 se compara a Michael Jordan (foto: ANSA)
17:34, 19 DezROMA ZRS

(ANSA) - O craque Cristiano Ronaldo, da Juventus, roubou a cena no jogo desta quarta-feira (18), contra a Sampdoria. No lance em que fez um gol de cabeça, o português conseguiu uma impulsão onde chegou a 2,56 metros de altura e foi até comparado com o ex-astro do basquete Michael Jordan.

O lance aconteceu no final do primeiro tempo, quando o jogo estava 1 a 1. O brasileiro Alex Sandro cruzou para dentro da área e CR7 subiu mais que a defesa do time genovês para cabecear e recolocar a Juve na frente do placar.

O salto de 2,56 metros chamou atenção e até o próprio Cristiano Ronaldo ficou surpreso com o salto que deu para garantir a vitória da Velha Senhora.

"É sério que cheguei a 2,56 metros? Eu não sabia disso", disse o atacante no final do embate em entrevista à emissora "Sky Sport".

O lance surpreendeu até o técnico da Sampdoria, Claudio Ranieri, que comparou o salto do português com os dos atletas da NBA, a liga norte-americana de basquete.

"O Cristiano fez algo que vemos na NBA. Ficou uma hora e meia parado no ar. Não tenho nada a dizer além de dar os parabéns", elogiou o comandante em declaração à "Sky Sports".

Com a legenda "CR7 Air Jordan", o camisa 7 da Juventus publicou no seu perfil do Instagram uma foto do pulo e a imagem recebeu mais de 9,7 milhões de curtidas.

O ex-zagueiro Marco Materazzi marcou um gol muito semelhante na Copa do Mundo de 2006, no duelo contra a República Tcheca. Na ocasião, o ex-atleta saltou 2,70 metros para conseguir colocar a cabeça na bola e balançar as redes. O italiano não perdeu a oportunidade e disse que CR7 fez "quase" como ele.

Com uma publicação divertida, a Marinha de Portugal também comentou sobre o lance nas redes sociais. "Cristiano Ronaldo, bem-vindo ao espaço aéreo. Saudações dos helicópteros da Marinha", escreveu.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA