Tensão com Irã faz seleção dos EUA cancelar treinos no Qatar

Técnico Gregg Berhalter seria considerado um alvo para o Irã

O técnico Gregg Berhalter
O técnico Gregg Berhalter (foto: EPA)
14:07, 04 JanROMA ZBF

(ANSA) - A seleção masculina de futebol dos Estados Unidos foi obrigada a cancelar um período de treinos que ocorreria neste mês de janeiro, no Qatar, devido à tensão no Oriente Médio pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

De acordo com fontes norte-americanas, o técnico Gregg Berhalter seria considerado um alvo para o Irã.
   

Em um tuíte, a federação americana informou que, "diante dos acontecimentos na região, a seleção masculina de futebol decidiu cancelar a viagem ao Qatar para os treinamentos no mês de janeiro".
   

"Diante disso, estamos trabalhando em um programa alternativo de preparação para partida contra a Costa Rica, prevista para 1 de fevereiro em Carson. Estamos conversando com a federação do Qatar para encontrar uma nova oportunidade, no futuro próximo, para que nossa seleção prove as estruturas e a hospitalidade do país".

Na última quinta-feira (2), o presidente norte-americano, Donald Trump, autorizou um ataque com drones contra o aeroporto internacional de Bagdá, no Iraque, que matou Qassem Soleimani, de 62 anos, um dos homens mais poderosos do Irã e considerado um "herói" local. Ele liderava a força Al-Quds dos Guardiões da Revolução. O bombardeio matou, ao todo, sete pessoas, incluindo um líder miliciano iraquiano.

Trump alegou que autorizou a operação para evitar novos conflitos, ressaltando que o general iraniano planejava ataques contra os interesses dos Estados Unidos. Mas, até agora, nenhuma evidência foi apresentada pelo governo americano. Ele também negou que tenha a intenção de começar uma guerra contra o Irã. Já as autoridades iranianas prometeram reagir ao ataque e decretaram luto de três dias.

O episódio elevou a tensão no Oriente Médio e agravou a crise entre EUA e Irã. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en