Irmão de Paquetá é filmado segurando fuzil em festa no RJ

As autoridades cariocas já estão investigando o caso

Irmão de Paquetá é filmado segurando fuzil em festa no RJ
Irmão de Paquetá é filmado segurando fuzil em festa no RJ (foto: Divulgação/Avaí)
12:37, 30 JanSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - O irmão do meio-campista Lucas Paquetá, Matheus, foi filmado em uma festa na comunidade de Catumbi, no Rio de Janeiro, segurando um fuzil e com uma pistola na cintura.

As imagens, que foram mostradas ontem (29) no "Jornal da Record", mostra Matheus, que também é jogador, sem camisa e se divertindo durante a festa. Além disso, é possível ver um homem vestindo a camisa do Milan com o nome e o número de Paquetá.

O caso já está sendo investigado pela Delegacia de Combate às Drogas do Rio de Janeiro e o atleta de 24 anos pode até responder aos crimes de porte ilegal de arma de uso restrito e associação ao tráfico de drogas.

Como jogador, Matheus acumula passagens pelo Tombense, de Minas Gerais, pelo Avaí, de Santa Catarina, e pelo Monza, time de propriedade do ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi que disputa a Série C do Campeonato Italiano.

O vídeo de Matheus repercutiu nas redes sociais e o atleta recebeu muitas críticas de torcedores do Flamengo e fãs de Paquetá, principalmente por não ter ajudado o seu irmão, que está em crise no Milan.

O irmão de Paquetá se manifestou pela primeira vez após o caso em um storie no seu perfil do Instagram. "Deus não prometeu dias fáceis, mas prometeu que estaria conosco até o fim. Não desanime, apenas confie e entregue o seu caminho ao Senhor, o mais Ele fará", escreveu o jogador.

Paquetá já teria afirmado ao técnico do Milan, Stefano Pioli, que "não está feliz" na Itália. O jogador não foi convocado para o duelo contra o Brescia e nem entrou em campo na partida diante do Torino. A última vez que brasileiro iniciou um jogo como titular foi no dia 23 de novembro, no empate em 1 a 1 contra o Napoli.

Revelado pelo Flamengo, Paquetá foi vendido pelo clube carioca ao Milan em 2019, por cerca de 35 milhões de euros.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA