Terceira geração da 'dinastia Maldini' estreia pelo Milan

Daniel seguiu os passos de Cesare e Paolo, mas no ataque

Cesare, Paolo e Daniel, os Maldini do Milan (foto: ANSA)
15:08, 03 FevMILÃO ZLR

(ANSA) - A dinastia dos Maldini no Milan ganhou um novo capítulo neste domingo (2). 66 anos após seu avô, Cesare, e 35 depois de seu pai, Paolo, Daniel estreou em uma partida oficial com a camisa rossonera e levou o sobrenome que simboliza um dos clubes mais vitoriosos do mundo para o outro extremo do campo.

Ao contrário de Cesare e Paolo, ambos zagueiros, Daniel, 18 anos, joga como meia-atacante e entrou em campo como profissional pela primeira no empate por 1 a 1 contra o Hellas Verona, pela Série A da Itália.

Foram apenas poucos instantes em ação - Daniel substituiu Castillejo aos 48 minutos do segundo tempo -, mas o suficiente para fazer os milanistas relembrarem suas eras mais vitoriosas. Nas tribunas, Paolo, que durante sua carreira defendeu apenas o Milan e hoje é dirigente rossonero, não conseguia esconder a emoção.

"Essa estreia era um objetivo que eu tinha fixado, agora esperamos seguir em frente assim. Senti uma emoção forte, mas meu pai me deixa tranquilo", disse Daniel à "Milan TV".

Com 647 partidas na Série A, Paolo Maldini defendeu o Milan entre 1985 e 2009 e conquistou sete campeonatos nacionais, cinco Supercopas, uma Copa da Itália e cinco títulos na Liga dos Campeões, além de duas Copas Intercontinentais e um Mundial de Clubes.

Já Cesare Maldini, morto em 2016, foi jogador rossonero entre 1954 e 1966 e colecionou quatro taças no Campeonato Italiano e uma na Copa dos Campeões, precursora da Champions League, além de outro troféu continental como membro da comissão técnica.

A histórica camisa 3 de Paolo foi aposentada, mas pode voltar aos gramados se essa for a vontade de algum de seus descendentes. A escolha caberá exclusivamente a Daniel, o novo Maldini do Milan. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA