Rodada da Série A é marcada por insultos racistas em jogos

Kessié, do Milan, e Barrow, do Bologna, foram as vítimas

Rodada da Série A é marcada por insultos racistas em jogos (foto: ANSA)
12:25, 10 FevMILÃO E SÃO PAULO ZRS

(ANSA) - Dois casos de racismo mancharam a 23ª rodada do Campeonato Italiano. As vítimas dos insultos foram os jogadores Musa Barrow, do Bologna, e Franck Kessié, do Milan.

Na sexta-feira (7), no jogo entre Bologna e Roma, no Olímpico, Barrow anotou dois golaços e foi a grande estrela da vitória por 3 a 2 da equipe rossoblù. No entanto, após um dos tentos, um torcedor da Roma que estava no setor de imprensa do estádio insultou racialmente o atacante gambiano.

Alguns repórteres e funcionários da Roma que estavam no local ouviram o xingamento e pediram a intervenção dos seguranças do estádio, que retiraram o torcedor. O homem responsável pelo caso conseguiu acessar a área através de um jornalista, que é seu amigo.

Segundo a imprensa italiana, o torcedor da Roma foi banido dos jogos do clube da capital pelos próximos três anos. Já o jornalista, que vendeu seu credenciamento de imprensa para o amigo, foi identificado e suspenso por um ano.

O outro episódio aconteceu no Derby della Madonnina, entre Milan e Inter. Por volta dos 15 minutos do segundo tempo, após uma falta de Kessié em cima de Nicolò Barella, alguns torcedores do setor da organizada da Internazionale fizeram o barulho "buu", conhecido como uma ofensa.

Após o ano de 2019 do futebol italiano ter sido manchado por diversas discriminações raciais dentro dos estádios, o país vem tentando combater o problema e aplicar punições, como aconteceu com o torcedor da Roma que insultou Barrow.

Em uma das medidas, alguns jogos desta última rodada da Série A tiveram a utilização de uma câmera antirracismo. O dispositivo fica no colete dos seguranças e facilida na identificação dos torcedores que cometerem insultos durante as partidas.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA