Coronavírus afeta diversos torneios esportivos na Itália

No futebol, Inter jogará pela Liga Europa de portões fechados

Coronavírus afeta diversos torneios esportivos na Itália
Coronavírus afeta diversos torneios esportivos na Itália (foto: Ansa)
14:07, 26 FevROMA ZRS

(ANSA) - A epidemia do novo coronavírus, que já matou 12 pessoas na Itália, está trazendo reflexos no esporte do país. No basquete, times de outras nações estão se recusando em enfrentar equipes italianas, já no futebol, diversos duelos serão realizados com portões fechados, como o jogo entre Inter de Milão e Ludogorets Razgrad, pela Liga Europa.

A informação que o San Siro, em Milão, não receberá nenhum torcedor para o jogo desta quinta-feira (27) foi anunciada pela Internazionale. A decisão de fechar as portas do estádio foi acordada com o Ludogorets e a Uefa. Os torcedores que já tinham comprado os ingressos foram reembolsados pelos nerazzurri.

Além de jogadores e membros da comissão técnica dos dois times, apenas cinegrafistas poderão entrar no San Siro. Enquanto isso, torcedores e jornalistas foram impedidos de assistir o duelo dentro do estádio em decorrência do coronavírus.

''Jogar de portões fechados certamente não é bom, o futebol precisa do público para sentir a atmosfera, que é a coisa mais bonita além do jogo. Mas nos referimos às decisões tomadas por razões de saúde, espero que tudo volte ao normal o mais rápido possível", disse Antonio Conte, técnico da Inter, em entrevista à emissora "Sky Sports".

Já pela Champions League, o duelo entre Lyon e Juventus, no Parc Olympique Lyonnais, terá torcedores, segundo revelou o ministro da Saúde da França, Olivier Véran. De acordo com o político, é esperado cerca de três mil fãs da Velha Senhora.

"Não há necessidade de impedir essas pessoas de assistir a uma partida de futebol. Também lembro que os torcedores italianos estarão em um setor onde estarão somente eles. Não há pacientes confirmados na região de Piemonte e Turim está localizado a 200 km das chamadas áreas de risco italianas", disse Véran.

Tênis

No tênis, o duelo entre Itália e Coreia do Sul, pela Copa Davis, não foi cancelado pela epidemia de coronavírus, informou o presidente da Federação Italiana de Tênis (FIT), Angelo Binaghi. A partida será disputada no dia 6 de março, em Cagliari, na Sardenha, onde não há casos confirmados da doença.

"Se o local fosse em Turim seria jogado com portas fechadas. Nesse caso, o mar, que muitas vezes cria problemas, desta vez nos protege e ajuda. A delegação sul-coreana será hospedada em um hotel separado e seguida por um médico", explicou a FIT em uma nota.

Basquete

Pela Liga dos Campeões feminino de basquete, a equipe do Riga, da Letônia, não quer enfrentar amanhã (27) o time italiano do Reyer Venezia, em Liubliana. O duelo foi transferido para a Eslovênia após a proibição de eventos esportivos na região do Vêneto.

O Riga seguiu os mesmos passos do Sopron, da Hungria, que se recusou a jogar contra o Schio, outra equipe do Vêneto.

Gianni Petrucci, presidente da Federação Italiana de Basquete, apediu para a Federação Internacional de Basquetebol (Fiba) "punir os [times] que discriminam a Itália" por conta do coronavírus.

"Escrevi para a Fiba pedindo para tomar medidas contra aqueles que discriminam a Itália. Escrevi também para o ministro Spadafora e o presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Malagò. Entendo que não é fácil, mas essa situação afeta a imagem do esporte italiano e de todo o país", disse Petrucci em entrevista à ANSA.

Rugby

No rugby, o duelo entre Irlanda e Itália, pela competição Seis Nações, marcada para este sábado (7) em Dublin, não será disputado. O cancelamento da partida foi anunciada pela Federação Irlandesa de Rugby (Irfu), que aceitou a recomendação do ministro da Saúde do país, Simon Harris.

"Começaremos imediatamente a trabalhar com nossos parceiros das Seis Nações para examinar a possibilidade de reagendar as partidas, esperando receber novidades nos próximos dias", destacou a Irfu em uma nota.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA