Liga culpa Inter por adiamento de clássico com Juve

Decisão provocou protestos da direção e da torcida nerazzurra

Juventus e Inter disputam liderança da Série A com a Lazio
Juventus e Inter disputam liderança da Série A com a Lazio (foto: ANSA)
15:05, 01 MarMILÃO ZLR

(ANSA) - O presidente da Lega Serie A, Paolo Dal Pino, culpou a própria diretoria da Inter de Milão pelo adiamento do clássico contra a Juventus, decisão que motivou protestos da torcida nerazzurra.

O "Derby d'Italia" aconteceria neste domingo (1º), em Turim, com portões fechados, mas foi alterado para 13 de maio devido à epidemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Itália.

A torcida da Inter diz que o adiamento beneficiou a Juve, que jogaria em seu estádio sem a presença da torcida para evitar a disseminação do Sars-CoV-2.

"Na sexta-feira [28], propusemos à Inter o adiamento da partida contra a Juventus para a noite de segunda [2], com portões abertos. A Inter se recusou categoricamente a ir a campo, então que assuma suas responsabilidades e não fale de campeonato fraudado", disse Dal Pino neste domingo, citando uma acusação do CEO nerazzurro, Beppe Marotta.

A Inter reclama do adiamento porque pode ser obrigada a fazer 10 partidas entre 26 de abril e 27 de maio, caso chegue às finais da Copa da Itália e da Liga Europa. Além disso, a equipe já teve uma partida adiada, contra a Sampdoria, ainda sem data definida.

O caso também ganhou repercussão porque Juventus e Inter disputam o Scudetto ponto a ponto com a Lazio, atual líder da Série A. Após uma sequência de temporadas decepcionantes, a "Beneamata" voltou a desafiar a Velha Senhora, reacendendo a histórica rivalidade entre os dois clubes.

"Marotta representa os interesses da Inter, eu protejo os interesses de toda a Série A. Transmitir partidas com estádios vazios teria sido um péssimo cartão de visitas para o país", disse Dal Pino à ANSA.

A Juventus já tem uma partida marcada para quarta-feira (4), contra o Milan, pela Copa da Itália, mas o presidente da Lega Serie A não explicou se haveria alguma mudança caso a Inter aceitasse jogar nesta segunda. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA