Futebol italiano deve ser retomado com portões fechados

Duelo entre Inter de Milão e Juve poderá ser antecipado

Estádio na Itália com um de seus setores fechados para torcedores
Estádio na Itália com um de seus setores fechados para torcedores (foto: Ansa)
12:31, 04 MarSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - Em uma assembleia extraordinária da Lega Serie A realizada nesta quarta-feira (4), em Roma, na Itália, o ministro do Esporte do país, Vincenzo Spadafora, afirmou que o Campeonato Italiano continuará sendo disputado, mas com as partidas precisando ter portões fechados.

A epidemia de coronavírus no país deixou um caos no calendário da principal divisão do futebol italiano, ocasionando diversos adiamentos de jogos da Série A e das semifinais da Copa da Itália. A crise gerou até um desgaste nas relações entre a diretoria da Inter de Milão e a Lega Serie A.

"Partidas com portões fechados? Estamos caminhando para essa medida. Vamos tentar contemplar a continuação das atividades esportivas, protegendo a saúde pública. Acreditamos que o decreto que vamos apresentar contém as ações de contenção que se tornaram necessárias e as indicações para a prática esportiva com segurança", declarou o ministro do Esporte, Vincenzo Spadafora, em entrevista aos jornalistas que estavam na porta do Palazzo Chigi, sede do governo em Roma.

Após o fim da assembleia, que teve a participação de representantes dos 20 clubes da Série A e de diversas autoridades do país, o CEO da Internazionale, Giuseppe Marotta, afirmou que o derby entre Inter de Milão e Juventus, reagendado para o dia 13 de maio, deverá ser antecipado para "domingo ou segunda-feira".

"[Juve e Inter] Deve ser jogado domingo ou segunda-feira. Em um momento de grande emergência no país, com graves problemas de saúde à nossa frente, devemos estar cientes desse fato e, em nosso âmbito futebolístico, fica claro que a tentativa é de terminar o campeonato com regularidade máxima, sem criar desequilíbrio competitivo", declarou Marotta.

"A ferramenta das portas fechadas pode ser a única a ser capaz de completar o campeonato à luz das restrições que o governo está justamente indicando para nós", continuou o CEO interista.

A Inter já possui três jogos adiados: Sampdoria e Juventus, pela Série A, e Napoli, pela Copa da Itália. O tradicional time italiano ainda possui duelos pela Liga Europa, mas a briga é conseguir encontrar buracos no calendário para remarcar as partidas canceladas pelo coronavírus.

O CEO da Fiorentina, Joe Barone, afirmou durante a saída da sede do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) que os clubes da Série A precisam "estar unidos".(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA