Tommasi deixa presidência da associação de jogadores italianos

Ex-atleta da Roma estava desde 2011 na liderança da AIC

Tommasi destacou que a AIC precisa ter uma 'voz única'
Tommasi destacou que a AIC precisa ter uma 'voz única' (foto: ANSA)
14:27, 29 JunROMA ZRS

(ANSA) - O ex-jogador Damiano Tommasi renunciou nesta segunda-feira (29) ao cargo de presidente da Associação Italiana de Jogadores de Futebol (AIC).

Tommasi, de 46 anos de idade, apresentou sua saída do cargo durante uma reunião do conselho da entidade.

O advogado Umberto Calcagno, que é vice-presidente da AIC, assumirá a liderança até a data das próximas eleições.

O conselho dirigiu a Tommasi os mais sinceros agradecimentos pelo trabalho nesses anos, destacando o compromisso, a seriedade e a dedicação com que ele representava a categoria de jogadores de futebol.

"Hoje, com a renúncia do cargo de conselheiro e presidente da AIC, um caminho que começou com a minha entrada no Conselho de Administração em 1999, termina para mim. Não foi nada fácil em 2011 tirar o bastão de Sergio Campana, depois de 43 anos de história. Houve muitos momentos complicados e saímos com união e trabalho em equipe. Nossa associação precisa de união e de uma voz única. Nestes últimos períodos nem sempre foi assim e, por esse motivo, é bom que não haja diferenças dentro da cabine de controle em vista dos próximos compromissos", disse Tommasi.

O ex-meio-campista era presidente da AIC desde 2011, quando sucedeu o também ex-jogador Sergio Campana. Tommasi se aposentou dos gramados em 2018, mas defendeu na carreira como atleta o Hellas Verona, Roma, Levante, Queens Park Rangers, Tianjin Teda, Sant'Anna d'Alfaedo e La Fiorita.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en