Fifa ameaça excluir quem jogar 'superliga europeia'

Nota também foi assinada pelos presidentes da Uefa e da Conmebol

Infantino informou que a Fifa 'não reconheceria' o torneio
Infantino informou que a Fifa 'não reconheceria' o torneio (foto: EPA)
09:55, 21 JanROMA ZRS

(ANSA) - A Fifa divulgou nesta quinta-feira (21) um duro comunicado contra a criação de uma superliga europeia com as principais equipes do continente.

A entidade máxima do futebol informou que "não reconheceria" o campeonato e ameaçou excluir de seus torneios os clubes e os jogadores que participarem da competição.

"Não estaria autorizado a participar de nenhuma competição organizada pela Fifa ou pela respectiva confederação. Portanto, estaria de fora da Liga dos Campeões, Eurocopa, Mundiais, Copa América ou competições semelhantes", explicou a Fifa em seu comunicado.

A superliga europeia estava planejada para ser disputada pelas principais equipes da Inglaterra, França, Alemanha, Itália e Espanha. O novo torneio ainda não saiu do papel, mas a esperança era de que começasse em 2022.

O comunicado da Fifa foi assinado por Gianni Infantino e pelos presidentes de seis confederações, como da Uefa, Aleksander Ceferin, e da Conmebol, Alejandro Domínguez. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA