Após 'não' de Roma, M5S quer levar Olimpíadas a Turim

Líder antissistema afirmou que Jogos podem ser "oportunidade"

Líder antissistema afirmou que Jogos podem ser
Líder antissistema afirmou que Jogos podem ser "oportunidade" (foto: ANSA)
12:47, 10 MarTURIM ZLR

(ANSA) - Após ter tirado Roma da disputa pelos Jogos Olímpicos de Verão de 2024, o partido antissistema italiano Movimento 5 Estrelas (M5S) agora pensa em candidatar Turim, no noroeste do país, a sede das Olimpíadas de Inverno de 2026.

Em uma reunião de ativistas do M5S na capital do Piemonte, o fundador da legenda, Beppe Grillo, afirmou que o evento seria uma "grande ocasião para a cidade e para o movimento". "Demonstraremos que podemos fazê-lo sem dívidas e de modo sustentável", disse.

Grillo entrou em contato com os ativistas por telefone, a pedido de prefeita de Turim, Chiara Appendino, que pertence ao M5S e enviará uma carta ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para manifestar o interesse da metrópole em sediar os Jogos de Inverno de 2026 - a capital piemontesa já recebeu o evento em 2006.

Em 2016, quando Roma tentava impulsionar sua candidatura para sede das Olimpíadas de 2024, Grillo chegou a escrever em seu blog que quem falava em organizar os Jogos estava "completamente descolado da realidade".

Naquele mesmo ano, o partido conquistaria a Prefeitura da capital italiana, com Virginia Raggi, e abandonaria a disputa, por causa dos gastos exigidos pelo megaevento.

"Grillo, depois do 'não' de Roma, diz que as Olimpíadas de 2026 em Turim são uma grande oportunidade. Caros romanos que votaram neles, se questionem sobre como eles os consideram", escreveu no Twitter o deputado Roberto Giachetti (PD), derrotado por Raggi nas últimas eleições para prefeito de Roma.

A sede dos Jogos de 2026 será escolhida pelo COI em 2019. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA