Morre Maria Esther Bueno, maior tenista brasileira

Ex-atleta lutava contra um câncer e estava internada desde maio

Imagem de arquivo da ex-tenista Maria Esther Bueno
Imagem de arquivo da ex-tenista Maria Esther Bueno (foto: Eduardo Martins/A Tarde/Futura Press)
21:25, 08 JunSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Morreu nesta sexta-feira (8), aos 78 anos, Maria Esther Bueno, considerada a maior tenista do Brasil.

Ela estava internada desde maio no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, para tratar um câncer que se espalhara no organismo. Nos últimos dias, o estado de saúde dela agravou-se. O hospital não forneceu mais informações.

Paulista, Maria Esther Bueno começou a jogar tênis na infância. Junto com os pais e o irmão, frequentou desde cedo o Clube Tietê, na capital paulista, onde o tênis era o principal passatempo da família.

Aos 14 anos, se tornou campeã brasileira. Ela chamou atenção do mundo ao conquistar o tradicional Torneio de Wimbledon, em 1959, quando tinha 19 anos. A vitória inédita de uma brasileira valeu desfile em carro aberto pelas ruas de São Paulo, homenagem do presidente Juscelino Kubitschek e um selo comemorativo dos Correios.

Maria Esther foi a 12ª tenista mais vitoriosa nas disputas individuais em Grand Slams, com sete títulos individuais e 12 em duplas femininas e mistas. Com tantas vitórias, ocupou o primeiro lugar no ranking internacional em 1959, 1960, 1964 e 1966.

Em seu perfil no Hall da Fama, Maria Esther destacou que o maior momento de sua carreira foi a primeira vitória em Wimbledon. "Foi um pouco inesperado, por eu ser muito nova, por vir do Brasil, onde só tínhamos quadras de saibro, não tínhamos tido a chance de jogar na grama. Então vencer foi uma grande surpresa."

Na época em que ela se destacou no esporte, o tênis não era uma modalidade olímpica - saiu dos Jogos em 1924 e só retornou em 1988. Em 1968, ano em que a brasileira sofreu com contusões, já na fase final da carreira, o tênis participou da Olimpíada da Cidade do México, mas apenas como demonstração. (ANSA)

Fonte: Agência Brasil

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA