Federer responde cobranças da ativista Greta Thunberg

Tenista foi cobrado nas redes sociais por patrocínio de um banco

Federer responde cobranças da ativista Greta Thunberg
Federer responde cobranças da ativista Greta Thunberg (foto: EPA)
11:35, 13 JanROMA ZRS

(ANSA) - O tenista Roger Federer respondeu neste final de semana as cobranças que recebeu de diversos ativistas climáticos, inclusive da sueca Greta Thunberg, por seu contrato de patrocínio com o banco suíço Credit Suisse. O movimento pede que o atleta interrompa o vínculo com a instituição.

Os ativistas afirmam que o Credit Suisse, banco que a estrela do tênis é embaixador global, seria o principal parceiro de dezenas de empresas que produzem combustíveis fósseis que ocasionam danos ao meio ambiente.

Thunberg e outras centenas de pessoas bomberdearam Federer com críticas nas redes sociais através da hashtag #RogerWakeUpNow.

Federer, que está em Melbourne se preparando para o Aberto da Austrália, emitiu um comunicado à agência "Reuters" respondendo as críticas.

"Levo muito a sério os efeitos e ameaças ao meio ambiente desde que cheguei com minha família aqui na Austrália em meio à destruição causada pelos incêndios. Como pai de quatro filhos e apaixonado por advogar a educação universal, tenho grande respeito e admiração pelo movimento dos jovens pelo clima. Sou agradecido que os jovens ativistas estejam nos forçando a revisar nosso comportamento e ir em busca de soluções inovadoras. Estou bem ciente de minha responsabilidade individual e como atleta interpretando e queria usar essa posição privilegiada para o diálogo com meus patrocinadores sobre esses importantes assuntos", disse o atleta.

O Credit Suisse, por sua vez, declarou recentemente que está "buscando alinhar suas carteiras de empréstimos com os objetivos do Acordo de Paris e anunciou, no contexto de sua estratégia climática global, que não mais investirá em novas usinas a carvão".

Ao lado de Rafael Nadal, Serena Williams, Naomi Osaka e Nick Kyrgios, Federer também participará de uma partida de exibição para arrecadar dinheiro para um fundo de combate a incêndios na Austrália.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA