Canadá anuncia que não enviará atletas para Olimpíadas

Comitê é mais um a fazer pressão para adiamento dos Jogos

Canadá não enviará atletas, caso as Olimpíadas ocorram neste ano
Canadá não enviará atletas, caso as Olimpíadas ocorram neste ano (foto: EPA)
08:22, 23 MarMONTREAL ZGT

(ANSA) - O Comitê Olímpico do Canadá (COC) e o Comitê Paralímpico do Canadá (CPC) anunciaram neste domingo (22) que não enviarão seus atletas caso os Jogos Olímpicos de Tóquio sejam realizados neste ano.

Em uma carta publicada no site do COC, os canadenses afirmam que o avanço da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) pelo mundo é uma questão de saúde pública e que não colocará seus atletas em risco. "Com a Covid-19, não é seguro para nossos atletas, e para a saúde e segurança de suas famílias e à comunidade canadense mais ampla, que os atletas continuem treinando para os Jogos. Aliás, isso vai contra as orientações que pedimos para que todos os canadenses sigam", destaca o documento.

A nota ainda informa que, apesar de reconhecer a "complexidade sobre um adiamento", "nada é mais importante que a saúde e a segurança de nossos atletas e da comunidade mundial". "Isso não é apenas sobre a saúde dos atletas - é sobre a saúde pública", diz ainda o documento.

Além dos canadenses, neste domingo, o Comitê Olímpico Australiano (AOC) orientou todos os esportistas do país a focarem seus treinamentos com o Jogos em 2021. "O AOC realizou uma reunião de seu conselho executivo via teleconferência e concordamos, de forma unânime, que uma equipe australiana não poderia ser formada nas circunstâncias atuais em casa ou no exterior", explica em um comunicado do Comitê.

Assim como o Comitê Olímpico do Brasil (COB), diversas entidades esportivas internacionais estão pedindo para que o Comitê Olímpico Internacional (COI) adie os Jogos de Tóquio para 2021 por conta da pandemia.

Ainda no fim do domingo, o COI informou que em até quatro semanas divulgará se os Jogos, marcados para 24 de julho a 9 de agosto, serão adiados ou não. O próprio premier do Japão, Shinzo Abe, admitiu que eles podem ser cancelados.

De acordo com os dados fornecidos pelo Centro John Hopkins, são 343.421 casos confirmados no novo coronavírus no mundo, com 14.790 mortes relacionadas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA