Procuradoria pede 9 meses de prisão a Beppe Grillo

Além de nove meses de prisão, a Procuradoria pede uma multa de 200 euros.

Beppe Grillo durante protesto contra TAV
Beppe Grillo durante protesto contra TAV (foto: ANSA)
20:21, 26 FevTURIM ZBF

(ANSA) - A Procuradoria de Turim pediu nesta sexta-feira (7) nove meses de prisão e 200 euros de multa para o ex-comediante e líder do Movimento 5 Estrela (M5S), Beppe Grillo, por um episódio ocorrido em 2010, durante um protesto contra a construção de uma linha de Trem de Alta Velocidade (TAV). Grillo responderá por violação de sigilos, incitação à violência e desobediência. No dia 5 de dezembro de 2010, Grillo desafiou policiais em Vale de Susa e entrou em um chalé que havia sido construído sem autorização. O chalé é considerado símbolo dos protestos contra o TAV. No local, Grillo chegou a fazer um breve comício. Grillo é um dos maiores críticos ao governo italiano. Na semana passada, seu partido pediu o impeachment do presidente Giorgio Napolitano. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA