David Cameron recebe Matteo Renzi em Londres

Renzi falou sobre as taxas de desemprego no país

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, (e) e o premier italiano, Matteo Renzi, em Downing Street
O primeiro-ministro britânico, David Cameron, (e) e o premier italiano, Matteo Renzi, em Downing Street (foto: ANSA)
17:04, 01 AbrROMA ZCC

(ANSA) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, recebeu hoje, 1, o premier italiano, Matteo Renzi, em Downing Street, residência oficial e escritório do primeiro-ministro, para um encontro bilateral.
    Matteo Renzi declarou que a taxa de desemprego na Itália é "chocante". Em um ano foram perdidos mil postos de trabalho por dia. "Os dados, infelizmente, estão de acordo com o que está acontecendo há vários meses. Este é o problema", afirmou.
    De acordo com o primeiro-ministro italiano, a economia do país mostra sinais de recuperação, mas que ainda não são suficientes. Para ele é preciso "correr" com as reformas. "A vontade de correr com as reformas não nasce de uma necessidade pessoal, mas da necessidade de dar respostas ao país. Logo depois haverá um grande investimento nas políticas de empregos. Estou convencido de que, com este cenário, a Itália poderá recomeçar, mas não se pode perder nem um minuto", explicou Renzi.
    O premier britânico afirmou que está "ansioso em colaborar com Renzi no futuro". "A presidência italiana é extremamente importante. Renzi quer colocar o crescimento e o emprego como temas centrais e estamos de acordo com isso", completou Cameron.
    Renzi também declarou que a União Europeia precisa perder o medo de mudanças e que o bloco não existe sem a Grã-Bretanha. "A presença do Reino Unido na Europa é absolutamente fundamental", afirmou o premier.
Senado
    Sobre a o projeto de lei aprovado pelo Conselho dos Ministros da Itália (CDM) que visa reduzir drasticamente o poder do Senado no país, Renato Brunetta, líder do Partido Força Itália (FI) na Câmara dos Deputados comentou que a reforma será discutida ponto por ponto. "Nós queremos um modelo Bundesrat, um modelo na qual as Câmaras regionais, os Conselhos regionais nomeiem expoentes do Conselho Legislativo, não dos municípios", declarou, citando o Conselho Federal Alemão. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA