Renzi, Ban Ki-moon e Mogherini debatem imigração ilegal

Líderes tiveram reunião em navio no Mar Mediterrâneo

Crise na imigração é assunto de reunião entre Itália, ONU e UE
Crise na imigração é assunto de reunião entre Itália, ONU e UE (foto: ANSA)
20:56, 27 AbrROMA ZGT

(ANSA) - O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, teve um encontro nesta segunda-feira (27) com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e com a alta representante da União Europeia, Federica Mogherini, para debater a crise imigratória no Mar Mediterrâneo.

 

Após o encontro, que ocorreu no navio "San Giusto", Renzi afirmou que a Itália "não está mais sozinha" na luta para ajudar aqueles que chegam ao continente e no combate dos traficantes de pessoas.

 

Renzi ainda ressaltou que "parar os traficantes de seres humanos para evitar uma catástrofe humanitária é uma absoluta prioridade que tem o apoio das Nações Unidas".

 

Já Ban, através de seu porta-voz, destacou que o objetivo das autoridades "deve ser o salvamento de vidas". "Como a ONU, estamos prontos a trabalhar com vocês. Precisamos barrar e prevenir os traficantes", destacou o representante da ONU.

 

O encontro entre os líderes ocorre pouco mais de uma semana depois de várias embarcações terem afundado no Mar Mediterrâneo matando centenas de pessoas. Estima-se que só em um dos barcos havia mais de 700 imigrantes ilegais.

 

Até o fim do ano passado, a Itália tinha um programa chamado "Mare Nostrum" que vigiava as fronteiras marítimas do país - e por consequência da Europa - e que evitava que grandes incidentes como esse ocorressem. Porém, por falta de verbas, o país encerrou a operação que foi substituída pela "Frontex", da União Europeia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA